quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Paradona à Sanary

Nosso ponto principal nas férias foi a casa dos avós do Nonô. A cidade ao sul da França na provence é um charme. Sanary é pequenina com um porto no centro e algumas belas praias, pena que não deu pra conhecer todas pois tinhamos muitos eventos, muita gente pra ver.
Porto de Sanary com os "pontudos", assim que se chamam esses barquinhos devido ao mastro que tem.

Noah que nunca tinha visto gato por taaaaanto tempo, no máximo viu a gata de uma amiga umas 2 ou 3x, mas mesmo assim rapidamente, se encantou pela Nallah, uma persa branca, e andava o dia todo atrás dela. Ele se adaptou muito bem aos dias intermináveis que o por do sol é às 21h e talz, eu fico meio morta com isso, mas não tem opção é jantar à luz do sol mesmo. Aliás, cabe dizer que a partir daqui podemos falar algo sobre alimentação, visto que na Itália por razões obvias foi massa direto.
Andouillete, Típico da França uma espécie de linguiça com tripas dentro,
 ou sei lá o que, ninguém sabe explicar muito bem o que tem e quem sabe não diz.
Achei a foto mais bonita possível, e vocês tem muita sorte de internet não ter cheiro pois isso fede demais.

O estilo culinário da vovó é super saudável e Noah comia uns dias bens outros nem tanto no sentido de quantidade. Experimentou coisas muito diferentes, carne de cordeiro (gostou), andouillete (amou e é a coisa mais fedida que já vi, a comida mais brochante do universo), coelho (nao gostou), batata frita (quem não gosta?) e cereja! Gente, quanta cereja, ele a-do-rou as roliças vermelhas, comia tanto que as vezes nem mastigava, como eu sei? a-ha, coisa de mãe que acha o cocô do filho um clafoutis (sobremesa francesa) de cereja.
fácil de fazer, um dia desses ponho a receita que dá pra fazer com outras frutas
Ele fez uma boa viagem nos sabores, não me lembro de todas as novidades gustativas, mas essas foram as mais significantes.
Quanto ao lazer, o segundo esporte preferido depois de andar atrás da gata era pegar goguinhos em volta da piscina, ou na praia (é minha gente lá tem praia sem areia), porém entrar na água já é uma outra história, piscina com água a 24 graus? Nonô não quis, praia então? Nem pensar. Eu? Eu só molhei até as coxas, só pra dizer mesmo que pus o pé no mediterrâneo.
A cidade é muito limpa e suas praias também, a prefeitura dá pra cada casa 4 lixeiras grandes pra coleta seletiva e também dá tudo pra se fazer a compostagem dos lixinhos orgânicos, babei muito por isso, por essa sustentabilidade e pensamento no planeta sei q com 17 mil habitantes a coisa fica mais fácil, mas deviamos ter isso por aqui por iniciativa das prefeituras e não da consciencia de cada um. O site da cidade é http://www.sanarysurmer.com tem bastante informação bacana e é bem fácil de navegar diz até se a praia é de areia ou de pedrinhas, da qualidade da agua pro banho, das bandeiras indicativas de correntes e até dizem onde encontrar cinzeiros de bolso mostrando bem que o cotoco de cigarro não é bem vindo na praia, ou seja, copa, ipanema e outras praias cariocas são um lixão mesmo cabe fazer uma campanha como essa.
Sanary até cabe num post só, mas foram tantos dias lá que não cabe, e como já tem um mês que voltei e a memória é falha vou encerar só fazendo inveja com fotos da cride e de uma praia chamada portissol.
Ah como a cidade é pequena é tem muitas outras pequenas coladinhas tem coisas legais dessas cidades também, vou tentar organizar algo desses passeios rápidos pra dividir num próximo post.

Cride
é uma pontinha de terra que avança no mar onde estão construindo um forte a vista é linda dá pra ver sanary e as cidades vizinhas que estão à beira-mar recomendo um street view. E a água é essa lindeza aí.


Plage portissol

praia com intervenção humana muito criativa na segunda foto é possível ver uma pontezinha e uma mini prainha ótima pros pequenos.
vista à direita

esquerda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...