Pular para o conteúdo principal

Cardápio semanal: 3ª semana e receita mexilhões trigo ao leite de cocoe curry




Tava escrevendo e tudo sumiu! Que preguiça de refazer, mas vamos trabalhar a memória pra reescrever o que eu queria dizer.
Então, estou na terceira semana e não tive tempo de postar antes, mas acho que cabem algumas considerações sobre o percurso do cardápio semanal. Eu só faço a janta aqui em casa porque meu filho almoça na escola, marido no trabalho, ele até leva alguma coisa de vez em quando, algumas semanas mais outras menos, e eu se estou na rua me rendo ao famigerado "almoço" francês : baguete com alguma coisa dentro (frios e uma saladinha). Se estou em casa ataco a sobrinha da janta ou se não quero repetir, acabo comendo um sanduíche mesmo. Quando eu comecei o cardápio o filho tava em casa de férias e tava fazendo mais quantidade, agora voltamos a normalidade. 
Sobre a confecção do cardápio 
O cardápio já tava quase pronto no meio da outra semana, se me vinha uma vontade de comer algo ou uma ideia anotava no celular. Ontem, por exemplo, teve uma promoção bem bacana no supermercado mais perto, óbvio que fui dar uma passadinha por lá ver o que tem um preço irresistível e montar o cardápio a partir daí, pode ser um caminho também, que ajuda o bolso a ficar mais leve, desde que não perca o foco e seja o tipo de pessoa compulsiva nas compras e queira comprar tudo que tá na promoção, meu objetivo é conseguir guardar na geladeira pequena tudo o que eu comprar, então não posso fazer a Loka. Ontem já achei umas bananas empanadas e congeladas que eu não resisti! Tenho pouco espaço e isso ajuda a segurar a onda! 

Sobre adaptação do cardápio e fazer o possível

O cardápio que eu proponho pra cá pra casa tem a ver com as disponibilidades das coisas que encontramos por aqui, vocês podem e devem adaptar a realidade do Brasil, ou de onde estiver, eu não vou poder sugerir couve mineira refogadinha, não porque eu não gosto, mas porque aqui nunca achei, assim como minha querida e saudosa batata baroa (ou mandioquinha pra outros) que não tem nem nos produtos exóticos e especiais de outros países. Feijão também não vai aparecer com frequência, meu filho ama e por isso tento fazer pelo menos semana sim e semana não, numa quantidade que ele acabe comendo uns dois ou 3 dias, mas evito viciar ele em feijão, pois houve uma época que ele não comia sem e me dava muito trabalho. Em compensação se eu faço um quibe de forno recheado de camembert ele pode ser adaptado pra ricota que fica uma delícia também sem agredir o bolso de ninguém. O mais legal mesmo é fazer um brainstorming como sugeri no primeiro post, pois assim as ideias que vão aparecer serão os hábitos e costumes alimentares da casa, o cardápio vai ficar mais personalizado, com o paladar da sua casa e com as suas habilidades culinárias. Quem pilhar de comer diferente pode seguir também, é tudo livre a ideia é testar essa coisa de cardápio semanal e diversificar a alimentação, que to adorando e dividir com vocês pra ajudar vocês também! Não se imponham limites acima do que vocês podem e deixem um dia trash, eu sempre deixo sexta ou sábado pra pizzas, hambúrgueres e crepes, coisas tipo lanche e não comida mesmo, porque afinal a gente também gosta de umas besteirinhas também com uma cervejinha e talz.
Comemos salada quase a semana toda, merecemos um descanso rs... Por falar em salada invistam nos molhos e aproveitem as promoções da semana pra diversificar os itens que vão compor a parte menos calórica da refeição. Vou fazer um post só sobre saladas e molhos pra dar uma ajudada, ja postei por aqui um molho super simples dá pra conferir aqui

Agora o cardápio da semana 3!

Dia 1 mexilhão à marinière com trigo ao curry e leite de coco, batatas fritas no forno e salada
Dia 2 spaguethi com almôndegas com molho de tomate turbinado
Dia 3 strogonof de peru com arroz branco, batatas sauté e salada
Dia 4 risoto aspargos com bacon
Dia 5 hachis parmentier (sem medo do nome, é escondidinho de batata e carne moída) e salada
Dia 6 pizzas!
Dia 7 lasanha salmão e espinafre (congelada porque também mereço descanso)

Vou dar a receita do prato de anteontem porque não é muito comum o consumo desses alimentos nas casas brasileiras e vocês podem adotar porque é uma delicia, e o trigo dá aquela variada no arroz, macarrão.

Mexilhão à mariniere

Se for comprar mexilhão compre já congelado cozido e sem a concha, cometi uma vez a loucura de comprar in natura e fresco e dá um baita trabalho lavar, limpar e talz

400gr de mexilhão cozidos e limpos só a carne
1cebola grande em cubinhos
1 colher de sopa de manteiga
1 taça de vinho branco
Salsa a gosto picadinha 
Sal e pimenta a gosto

Numa frigideira derreta a manteiga e ponha as cebolas até refogar um pouco, mas não muito, coloque os mexilhões, mexa um pouco e coloque o vinho com fogo bem alto ajuste sal e pimenta e finalize com salsinha deixe dar uma cozinhada pros sabores se misturarem com fogo baixo por alguns minutos e tá pronto.

Trigo ao leite de coco e curry

200ml de leite de coco
1 cebola pequena 
Óleo de coco
200gr de trigo 
1colher de sopa rasa de trigo
200ml de caldo de legumes
1/2 xic Ervilha fresca ou cubos de abobrinha

Numa panela que você faça arroz coloque um fio de óleo de coco (pode ser outro) e a cebola cortadinha refogue um min e acrescente a ervilha ou abobrinha e deixe uns minutos mexendo de tempos em tempos, acrescente o trigo e mexa mais um pouco e jogue o caldo de legumes o leite de coco e o curry. Deixe a panela semi aberta mexa de vez em quando é espere secar que nem arroz, mas como tem o leite de coco pode deixar um pouco malhadinho como se fosse um risotinho de trigo.

O trigo é assim, pra quem não conhece, fica como uma opção pra variar o arroz e essa mesma receita com um espetinho de frango no lugar do mexilhão também é uma ótima pedida!





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Das perguntas: Papel higiênico, no vaso ou no lixo?

Eu vivo me fazendo perguntas e nem sempre tenho as respostas, essa pode parecer inusitada, mas sim, já pensei nisso e me surpreendi com o que descobri. Aqui no Brasil todo banheiro que se preze tem lixeira e muitos banheiros públicos tem a seguinte placa:
Em portugal encontrei a versão lusitana da coisa e acho que herdamos esse hábito deles, acho, porque não tenho a menor certeza.
Quando morei fora percebi a inexistência da nossa companheira lixeira, e vi que o papel era descartado no vaso sem o menor problema. Tenho por hábito seguir os hábitos e assim fazia, até porque fora da minha casa não havia essa opção, mas quando voltei continuei usando a lixeira nossa de casa dia. Tudo muito bom e muito bem até eu me casar com um "gringo" e ele me perguntou porque não colocávamos os papéis no vaso, de pronto mais que automatico e mecanicamente respondi: "Oras, porque entope!" Pouco depois pensei, mas na França não entopia... Será mesmo que entope? Ou fomos ensinados a usar is…

mama sutra

Como eu já disse em outros posts agora vou cumprir o post do mama sutra. Como sou mãe full time e blogo nas horas vagas, pela minha ausência nota-se que as horas vagas são poucas. Descobri o termo curioso e engraçado "mama sutra" com a médica que auxiliou no meu parto e que é uma amiga do peito. Aliás aproveito pra divulgar essa iniciativa bacana que tem reuniões mensais que podem ajudar as recém mamães com as questões relativas a amamentação. Conheça as amigas on line através do site http://www.amigasdopeito.org.br/ Voltando ao assunto, muitas vezes achamos antes de ter o filho que para mamar tem que estar sentada na cadeira de amamentação, com o bebê deitado nos nossos braços. Porém isso é a amamentação da TV idealizada, se um bebê mama de 3 em 3 horas durante meia hora, significa 4h sentada naquela cadeira, incluindo horas da madrugada, ou seja, não é bem assim que as coisas vão funcionar, e se for assim, você se transformará numa mãe mega cansada dormindo mal pra caramb…

Aniversário de 1 ano diferente

Voltando ao assunto alegre do mês, que foi o niver do filhote, vou postar aqui algumas coisas referentes à comemoração, me recuso a dalar sobre Feliciano e as loucuras desse país, vou falar de coisa alegre.
Sou meio avessas as regras e as normalidades, o que as vezes não preenche as expectativas alheias, mas também não me preocupo com o que vao pensar falar etc e tal. Portanto, acredito que o primeiro aniversário nada mais é do que a comemoraçao dos pais pelo nascimento do filho, e no nosso caso meu filho e nós (papais babões) merecemos até mais que um dia de comemoraçao, pois o esperamos ansiosos por três dias como eu relatei aqui.


Na verdade os meus planos iniciais não foram completamente concretizados por interferencias da natureza porque choveu um pouco, da vô e tia. Mas em se tratando de um churrasco foi dificil ser sustentável, na medida do possivel separamos latinhas de cerveja e pets para o descarte e fizemos o docinho com copinho comestivel que sera a receita do pr…