Pular para o conteúdo principal

Sobre o aborto...




Hoje é o dia Latinoamericano pela legalização do aborto! Na minha linha do tempo do facebook pululam mensagem sobre o assunto, a maioria é contra, eu também não sou a favor, eu não teria coragem, mas alguém que chega a essa conclusão não pode ser fadado a morte por falta de recursos. O que me difere dos que são contra é a radicalidade e a defesa, eu posso não concordar, mas em nome de um feto não quero ser uma pessoa da sociedade que assassina mulheres e as aniquila. Onde uma vida constituída vale muito pouco ou nada ao lado de uma que mal começou. Eu sou doula, eu amo estar em partos. Eu defendo o parto humanizado o respeito ao nascimento eu sou pró vida com consciência, mas quero que a dignidade na vida de quem nasce e de quem põe no mundo seja continuada e não dure somente no momento do parto. Existem muitos discursos de "eu fui adotado e tive uma vida feliz!" Que bom, mas vc faz parte da enorme minoria. Entre não nascer e nascer pra sofrer maus tratos, passar fome, viver sem a mínima estrutura, me desculpem, mas nesses casos é melhor não vir ao mundo.
E o discurso de prevenção da gravidez é o único argumento cego que se tem de quem criminaliza o aborto, será que não entendem que não existe nenhum método contraceptivo 100% eficaz? A legalização do aborto não é para transformar esse evento em um ato contraceptivo, por favor, pensar assim é muito pequeno.
Está circulando uma imagem que seria a explicação de um aborto nela o bebê tem 23 semanas! Um bebê fica em média de 37 a 42 semanas para se completar.
Aborto de 23 semanas? Oi? Isso é mais da metade da gestação, os países que legalizaram o aborto fazem o procedimento somente no início da gravidez quando ele nem tem formas humanas definidas. A questão é como homossexualidade, drogas e bebidas. Vc não acha bom pra si, ok? Não faça! Mas não criminalize quem faz. Quando se fala em aborto as pessoas pensam q a mulher não vai se cuidar e aborto vai passar a ser um método anticoncepcional. E o homem? O homem nao precisa se cuidar e ele nao vai nunca ter que conviver com um dilema desses. Não! Não é assim, ninguém quer engravidar de propósito só pra abortar. Apenas é uma questão de não ser hipócrita, o aborto sempre foi feito e vai continuar sendo independente de leis. A diferença é que a rica paga caro e sai tudo bem enquanto a pobre morre como em casos recentes, se sujeita as coisas mais terríveis para conseguir abortar e com chances altíssimasde morte e infecção. Descriminalizar é uma questão de saúde pública. Não quer? Não faz. É contra? Não aborta! Mas quem é a favor da criminalizaçao é assassino e está sendo conivente com um sistema que está matando mulheres todos os dias.

Recomendo a leitura de:
http://www.cartacapital.com.br/blogs/escritorio-feminista/aborto-nao-e-questao-de-opiniao-3068.html
http://leonardoboff.wordpress.com/2014/09/27/discutir-o-aborto-por-amor-a-vida/
http://noticias.r7.com/saude/desde-a-legalizacao-uruguai-nao-registra-mortes-de-mulheres-por-aborto-22072013

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Das perguntas: Papel higiênico, no vaso ou no lixo?

Eu vivo me fazendo perguntas e nem sempre tenho as respostas, essa pode parecer inusitada, mas sim, já pensei nisso e me surpreendi com o que descobri. Aqui no Brasil todo banheiro que se preze tem lixeira e muitos banheiros públicos tem a seguinte placa:
Em portugal encontrei a versão lusitana da coisa e acho que herdamos esse hábito deles, acho, porque não tenho a menor certeza.
Quando morei fora percebi a inexistência da nossa companheira lixeira, e vi que o papel era descartado no vaso sem o menor problema. Tenho por hábito seguir os hábitos e assim fazia, até porque fora da minha casa não havia essa opção, mas quando voltei continuei usando a lixeira nossa de casa dia. Tudo muito bom e muito bem até eu me casar com um "gringo" e ele me perguntou porque não colocávamos os papéis no vaso, de pronto mais que automatico e mecanicamente respondi: "Oras, porque entope!" Pouco depois pensei, mas na França não entopia... Será mesmo que entope? Ou fomos ensinados a usar is…

mama sutra

Como eu já disse em outros posts agora vou cumprir o post do mama sutra. Como sou mãe full time e blogo nas horas vagas, pela minha ausência nota-se que as horas vagas são poucas. Descobri o termo curioso e engraçado "mama sutra" com a médica que auxiliou no meu parto e que é uma amiga do peito. Aliás aproveito pra divulgar essa iniciativa bacana que tem reuniões mensais que podem ajudar as recém mamães com as questões relativas a amamentação. Conheça as amigas on line através do site http://www.amigasdopeito.org.br/ Voltando ao assunto, muitas vezes achamos antes de ter o filho que para mamar tem que estar sentada na cadeira de amamentação, com o bebê deitado nos nossos braços. Porém isso é a amamentação da TV idealizada, se um bebê mama de 3 em 3 horas durante meia hora, significa 4h sentada naquela cadeira, incluindo horas da madrugada, ou seja, não é bem assim que as coisas vão funcionar, e se for assim, você se transformará numa mãe mega cansada dormindo mal pra caramb…

Aniversário de 1 ano diferente

Voltando ao assunto alegre do mês, que foi o niver do filhote, vou postar aqui algumas coisas referentes à comemoração, me recuso a dalar sobre Feliciano e as loucuras desse país, vou falar de coisa alegre.
Sou meio avessas as regras e as normalidades, o que as vezes não preenche as expectativas alheias, mas também não me preocupo com o que vao pensar falar etc e tal. Portanto, acredito que o primeiro aniversário nada mais é do que a comemoraçao dos pais pelo nascimento do filho, e no nosso caso meu filho e nós (papais babões) merecemos até mais que um dia de comemoraçao, pois o esperamos ansiosos por três dias como eu relatei aqui.


Na verdade os meus planos iniciais não foram completamente concretizados por interferencias da natureza porque choveu um pouco, da vô e tia. Mas em se tratando de um churrasco foi dificil ser sustentável, na medida do possivel separamos latinhas de cerveja e pets para o descarte e fizemos o docinho com copinho comestivel que sera a receita do pr…